segunda-feira, 19 de maio de 2014

Vamos nos permitir

Vamos viver tudo o que há pra viver!

Vamos nos permitir o erro. Nos permitir enfrentar o medo, o novo, aquilo que ninguém mais entende. Vamos nos permitir dizer não quando todos nos esperam concordar pacificamente. Vamos nos permitir a franqueza, a fraqueza, a dor. Mas também permitir a descoberta, a busca, a procura, a vontade.

Não há tempo que volte, amor. Vamos viver tudo o que há pra viver. Vamos nos permitir o descontentamento. Não precisamos estar sempre felizes com o que temos. Vamos nos permitir querer mais. Permitir a ousadia, a rebeldia. A raiva. As lágrimas. Vamos nos permitir a sinceridade, mesmo que ninguém acredite. Vamos nos permitir o sorriso largo, cheio de dentes, numa mesa de bar. Vamos nos permitir escolher. Nem que seja a próxima musica para o DJ. Vamos nos permitir, ao invés de dançar conforme a musica, dançar a musica que quiser.

Vamos nos permitir esquecer as feridas, cheias de mertiolate. Esquecer os jogos que perdemos. Esquecer até mesmo as regras. Os senões. Os 'porquês'. Os 'mas'. Esquecer os erros. Vamos nos permitir o recomeço.

Vamos nos permitir não dever nada pra ninguém. Nos permitir a liberdade. Nos permitir não prometer nada.
Vamos nos permitir deixar pra lá, deixar que digam, que pensem que falem. Nos permitir não dar ouvidos pra ninguém. Vamos nos permitir ouvir nosso coração. 

Vamos nos permitir a amizade. O amor próprio. Nos permitir correr atrás dos nossos sonhos. Vamos nos permitir sonhar, sem ter medo de ser feliz.

Vamos nos permitir a solidão. Permitir que sejamos nossa  melhor companhia. Permitir que cuidemos da gente como cuidamos dos outros.

Vamos nos permitir o atraso, a desculpa, a piada, o mau humor. Desde que seja tudo verdadeiro. Vamos nos permitir o auto conhecimento. Nos permitir dizer o que nunca foi dito. Fazer o que nunca foi feito. Tentar o impossível.

Vamos nos permitir. Dar a volta, pular o muro, mergulhar no escuro. Ir onde quiser, ver o que quiser.  Vamos nos permitir novas histórias novas experiências, novas músicas de trilha sonora. Vamos nos permitir o eterno e o passageiro. O hoje e o amanhã.


Vamos nos permitir o ócio. Nos permitir palavras… E a Amnésia. 

Um comentário:

Unknown disse...

A vida é muito curta, comece pela sobremesa! ... do seu maior fã e ávido leitor!